Exercício de Elegância



Não estou falando de preço, marcas. Estou falando de coisas simples como pagar por uma refeição em um restaurante. A elegancia do pagar é discretamente deixar a mesa e liquidar a conta fora da vista de seus companheiros.

Inevitavelmente, há o outro lado da moeda a deselegancia que não sei porque é o que parece estar em moda as vezes. Pessoas que mal conseguem pagar os seus custos mensais de carro insistem em pagar lugares e presentes caros apenas para que os outros pensem que você é bem sucedido (não sei em que).

O vinho tem a sua própria dicotomia de ambos os lados. O elegante e o deselegante. Não só vemos isso todos os dias, mas, conscientemente ou não, todos nós praticamos também. Por exemplo:

Talvez seja uma coisa boba mas o gesto de pagar por uma refeição modesta em um restaurante é totalmente e absolutamente elegante. Quantas vezes você já viu uma mesa de quatro ou seis amigos analisar o quanto cada pessoa deve pagar ? Sem problemas, se for um almoço ou jantar extravagante, mas uma refeição simples?

Eu sei que eu vou parecer chato ou ate mesmo retrógrado em dizer isso, mas porque é que as mulheres tem que dividir a conta? Recentemente, minha esposa teve um almoço com dois amigos que nao viam-se há tempos. Eles foram para um restaurante a preços modestos. Minha mulher trouxe os vinhos com ela, então havia apenas uma carga em termos de conta de bar. Eu estou supondo que o valor total foi de R$150, se muito.

Quando ela voltou para casa, eu perguntei como foi o almoço. Ela disse que foi uma ocasião feliz. A comida e os vinhos eram bons, riram muito. "Por falar nisso," Eu perguntei, "quem pagou o almoço?" "Oh, dividimos" foi a resposta.

Isto, para mim, é deselegante. Eu sei que cada um do três poderia facilmente ter pago a refeição. E que na próxima vez que almoçamos juntos, um ou outro poderia dizer, "Oh, você pagou da última vez. Deixa comigo. "

Mas, aparentemente, não é assim que funciona. Eu não entendo. Por que não fazer um gesto bonito de generosidade, amizade, graça e boas-vindas

Um dos gestos mais bonitos no mundo vinho que está florescendo aqui no Brasil é o uso da garrafa magnum. Equivalente a duas garrafas, a magnum causa impacto.

Garrafas Magnums implicitamente quer dizer o quanto você gosta de um determinado vinho. Magnums fala de certa generosidade. E não menos importante, eles sugerem uma certa quantidade de premeditação. Afinal, você não encontra apenas bons vinhos em magnums. Você realmente tem de se preocupar com um vinho para comprá-lo em uma magnum.

Servir magnums por sí só já é um gesto elegante mas se for cheio de floreios estilísticos e ir à mesa de jantar com a garrafa escondida declarando: "Eu achei que vocês poderiam desfrutar de uma degustação as cegas deste vinho " é deselegante. Ninguem quer degustar vinhos as cegas em um jantar.

Agora, existem como sempre as diferenças culturais envolvidas aqui. Os britânicos que conheço parecem habitualmente servir às cegas na mesa de jantar. Por outro lado nunca vi um italiano, nem do bexiga, fazê-lo,nem fora de Bordeaux é uma prática comum na França. Ambas as culturas sabem que a digestão ocorre mal se acompanhada de humilhação.

Dizem que eu conheço vinho mas não deixo nunca de consultar um sommelier. Isso parece bastante simples e lógico para mim. Digo quanto aproximadamente eu quero gastar em um vinho. E em seguida digo algo como "Nao quero nada muito amadeirado" ou "eu gostaria de tentar algo realmente diferente, mesmo sujeito a erro." Então deixe o sommelier te surpreender.

Um bom sommelier realmente vai voltar à mesa para ver se sua escolha foi acertada. E se eles sentem que não, aposto que vão tentar compensar isso para você de alguma forma, seja trazendo um vinho diferente ou um copo ou dois de um vinho de sobremesa.

A elegancia é simples e verdadeira: Ela pode tornar a vida mais bela, mais graciosa, mais agradável. É um exercício constante que acredito que vale a pena.

Um comentário:

Fatimawine disse...

Caro Zainer,

A elegância e bom gosto é tudo!
Excelente lição.
Saudações

Vale a pena experimentar