Um ano de Vinho e Bom Senso


Como a maioria dos tecnólogos, matemáticos e interessados em Cosmologia, deixei a religião de lado para procurar, nas estrelas, respostas às crises existenciais e as dúvidas mais pertinentes a filosofia do que a Freud.

Em um momento meu espírito voou em outras direções. Na Índia, quase foi devorado por Kali, a deusa da morte. Partiu a tempo de participar da Hajj, a peregrinação anual a Meca. Por pouco não foi pisoteado pela multidão de muçulmanos. Conseguiu se esquivar e encontrou por lá o Cardeal Richelieu: "Se Deus tivesse proibido o vinho, por que o teria feito tão saboroso?", disse, com sorriso irônico.

Meu espírito procurou outros ares. Na China, enquanto descansava em um Templo Shaolin, foi intimado a comparecer em uma sessão espírita. E sabatinado sobre os mistérios do Além, não suportou o interrogatório e desmaiou. Ao despertar, encontrou-se diante do Dalai Lama. "Não procure fora. A Verdade está em seu coração", disse.

Naquela noite, consegui resgatar meu espírito de um redemoinho de emoções, certezas, dúvidas... Juntos, sorvemos uma garrafa de vinho. O bispo francês Jacques-Bénigne Bossuet escreveu: "O vinho tem o poder de encher a alma de toda a verdade, de todo o saber e filosofia".

Na segunda taça, senti-me iluminado e resolvi seguir o exemplo de meus antepassados. Na Idade Média, religiosos costumavam abrir a Bíblia aleatoriamente, acreditando que Deus os guiaria até a mensagem adequada para aquele momento de suas vidas. Encontrei o primeiro milagre de Jesus Cristo. Em uma festa de casamento, Ele transformou seis talhas de água em seiscentos litros (!) do "Veja-Sicilia" da época. Imaginei as pessoas felizes, dançando, cantando. Vinho era festa. Era alegria. Fechei os olhos e recordei a Festa da Uva e do Vinho em Vinhedo que fui com meu pai e meus amigos Carlos Cortezi e Carlos Sacoda, lembrei também de mestres e amigos como André e Miriam Martin e tantos outros. A Verdade estava em meu coração. Mas também estava no vinho, como observou o romano Plínio: In Vino Veritas.

Abri novamente a Bíblia em busca de outra confirmação: "Depois tomou em suas mãos o cálice (de vinho) e lhes disse: 'Tomai todos e bebei: este é o cálice do meu sangue, o sangue da nova e eterna aliança (...)'". Não precisava de mais argumentos. Como o filho pródigo, eu retornava à casa do Pai, com uma taça de vinho na mão e uma certeza: "O vinho é a prova constante de que Deus nos ama e deseja ver-nos felizes".
Dias atrás encontrei a seguinte citação do Papa Bento "Se o pão é o símbolo do que o homem precisa, por seu lado o vinho é o símbolo da superabundância da qual também temos necessidade. Ele é sinal de alegria, da transfiguração da criação. Tira-nos da tristeza e do cansaço do dia-a-dia e faz do estar juntos uma festa. Alegra os sentidos e a alma, solta a língua, abre o coração e transpõe as barreiras que limitam nossa existência".

Abracei meu espírito e chamei-o para tomar um vinho. Desarrolhamos uma garrafa.

Havíamos transposto várias barreiras. Abrimos nosso coração e encontramos Deus.

Contemplando as estrelas, fizemos os brindes: A Deus, à família e aos bons amigos e leitores.

Saúde !!!

12 comentários:

Chico Soares disse...

Parabéns meu amigo !

A Senhora disse...

Puxa... Fiquei até comovida de ter entrado no post!...

E nem acredito que já passou um ano!!

Para falar a verdade, eu nem acredito que já passaram tantos anos! :))

Saúde!!

Ana disse...

Hey Z ! Parabéns

Andre Martin disse...

Richelieu em Meca? O sorriso dele foi irÔnico ou IRÂNico? kkkkk

Bendito o papo do Papa Bento!!! rs

Um, não... VÁRIOS brindes!! Pra você, família e amigos!

Meu obrigado especial pela sua amizade!

E parabéns pela sua obra aqui neste belíssimo blog! Que alce muitos vôos com seu espírito, com ou sem vinho como combustível, e nos leve sempre juntos na nesta leitura leve e divertida!!

Feliz aniversário! O vinho hoje é por conta da casa! rsrs

Anita disse...

Parabéns. Um brinde com um Porto. escolha você a colheita.

PreDatado disse...

Ups, Acabei de enviar o comentário anterior com o nick de minha filha. Os parabéns sou eu quem manda. Ela (pode até parecer sacrilégio) nem bebe. O pai brinda pelos dois.

Paula Dominique disse...

Parabens Zainer e obrigado por nos brindar com suas deliciosas histórias. Continue com esse seu senso critico que mesmo nao agradando a todos da area certamente conquista admiradores verdadeiros.

Andrew disse...

Parabéns! Muitos portos de vida e muitos espumantes tambem

Paulo Diniz disse...

Um aninho ??? Vai ter video ? rs

Parabens

Andre Martin disse...

hehehe... SURPRESA!!! Aniversariante ganhou presente, lá no Caldeirao-da-Bruxa.blogstop.com

Zainer Araujo disse...

Esse blog, assim como o vinho, tem sido só um motivo, uma desculpa para unir os amigos antigos, novos e os ainda por vir para nos divertir um pouco e falar sobre vinho.

Esse blog é uma homenagem sincera a todos que já descobriram e os que ainda estão descobrindo e os curiosos que ficam especialmente felizes quando descobrem os prazeres da presença do riso, dos amigos, da familia, dos amores através do vinho.

Espero que todos possamos viver intensamente nossas experiências.

Um brinde e obrigado pelo carinho de todos vocês!

Zainer Araujo disse...

hahuuahha Obrigado Miriam !!!! Foi um presente inesquecível ! Muito obrigado pela homenagem !

Obrigado a todos vocês pelos comentários e e-mails. Quanto ao vinho sempre terá uma taça cheia pronta pra ser levantada em companhia de vocês !

Saúde !

Vale a pena experimentar